Última hora

Viúva negra japonesa condenada à morte

Viúva negra japonesa condenada à morte
Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal de Quioto, no Japão, condenou à morte uma mulher de 70 anos. A “viúva negra”, como é conhecida, foi considerada culpada pela morte, por envenenamento com cianeto, de três homens, um deles com quem foi casada e dois outros com quem viveu uniões de facto, e pela tentativa de assassinar um terceiro, para ficar com as suas fortunas e pagar dívidas que tinha acumuladas. Chisako Kakehi conhecia os seus parceiros, que exigia fossem milionários, em sites de encontros. A defesa alegou demência e a possibilidade de que algumas das vítimas tivessem morrido de outras causas já que nem todas foram autopsiadas. Mas o tribunal distrital de Quioto considerou que havia provas suficientes para a condenação.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.