A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Milícias Houthi divulgam imagens do corpo de Ali Abdullah Saleh

Milícias Houthi divulgam imagens do corpo de Ali Abdullah Saleh
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A morte de Ali Abdullah Saleh foi esta segunda-feira confirmada por familiares do antigo presidente do Iémen, após circularem nas redes sociais imagens do corpo do ex-governante.

Fontes ligadas ao movimento Houthi adiantaram que as suas milícias travaram o veículo do antigo presidente nos arredores da capital Sanaa com um lança-rocket e depois dispararam vários tiros.

A morte foi o preço a pagar por Saleh na sequência da sua mudança de posição no conflito, ao trocar no último fim de semana a aliança forjada com os Houthi por uma aproximação à Árábia Saudita, que lidera a coligação anti-rebelde no Iémen desde 2015.

Este sábado, Saleh mostrara a sua disponibilidade para uma "nova página" com os sauditas, caso estes cessassem os ataques a civis iemenitas e levantassem o bloqueio.

A capital do país continua a ser abalada por confrontos entre os Houthi e as forças leais a Saleh, mas o desaparecimento do político que liderou o país durante mais de três décadas é um reforço da posição do movimento.

A guerra no Iémen já causou mais de 8.000 mortos e cerca de 58 mil feridos desde 2015, segundo a ONU, que identificou no país “a pior crise humanitária do mundo”.