Última hora

Última hora

Líder supremo do Irão diz que culpa dos protestos é dos "inimigos"

Em leitura:

Líder supremo do Irão diz que culpa dos protestos é dos "inimigos"

Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos no Irão já duram há quase uma semana e não parecem acalmar.

Só em Teerão, as autoridades da capital detiveram 450 manifestantes.

Khamenei, líder supremo do Irão, atira as culpas para o que diz ser os "inimigos do país". Não esclarece quem são os inimigos mas o nome dos EUA está constantemente a ser apontado por entidades oficiais do país.

Donald Trump tinha partilhado, na rede social twitter, um incentivo às manifestações no Irão...para aqueles que querem mudar de regime.

"Há muitos relatos de protestos pacíficos de cidadãos iranianos a alimentar a corrupção do tempo e o desperdício da riqueza do país para financiar o terrorismo no exterior. O governo iraniano deve respeitar os direitos dos seus povos, inclusive o direito de se expressar. O mundo está a assistir!"

  • *

Após estas palavras, rapidamente os protestos aumentaram e, enquanto o Irão ficou sobre brasas, o presidente norte-americano voltou a reagir:

"As pessoas do irão estão finalmente a agir contra o regime corrupto! Todo o dinheiro que o Presidente Obama lhes deu, estupidamente, foi para terrorismo. Aquelas pessoas não tem comida, têm uma grande inflação e não tªem direitos humanos. Os Estados Unidos estão atentos!"

  • *

A União Europeia diz estar em contacto com autoridades de Teerão, para que o o "direito de protesto" seja garantido. Medida anunciada dias depois do governo iraniano proibir as manifestações.