Última hora

Última hora

Mulheres protagonizam filmes mais rentáveis de 2017

Em leitura:

Mulheres protagonizam filmes mais rentáveis de 2017

Mulheres protagonizam filmes mais rentáveis de 2017
Tamanho do texto Aa Aa

Há razões para uma certa euforia, ainda mais quando sabemos que a atriz Emma Watson liderou um feito muito relevante nos dias que correm: o seu "A Bela e o Monstro" foi um dos três filmes que gerou mais receitas de bilheteira na América do Norte em 2017, todos a rondar os 400 milhões de euros. E a verdade é que os outros dois também foram protagonizados por mulheres.

Gal Gadot acedeu ao estatuto de superestrela quase de um dia para o outro, mas afinal encarnar o papel de uma supermulher ("Mulher-Maravilha") granjeou-lhe vários elogios e o filme tornou-se instantaneamente num renovado símbolo do poder feminino. Recorde-se que foi igualmente realizado por uma mulher, Patty Jenkins, que exigiu e conseguiu um salário inédito para fazer a sequela.

Daisy Ridley iluminou o caminho do último capítulo da saga Star Wars, outro blockbuster no feminino, que também contou com a participação de Laura Dern e daquela que será sempre a grande heroína desta saga: Carrie Fisher.