Juiz Federal suspende decisão de Trump sobre os "dreamers"

Juiz Federal suspende decisão de Trump sobre os "dreamers"
De  Antonio Oliveira E SilvaJosé Nuñez Tena com REUTERS
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente dos Estados Unidos diz-se agora disposto a negociar um plano que proteja os residentes ilegais que chegaram ao país quando eram crianças.

PUBLICIDADE

Os chamados *dreamers *conseguiram uma vitória importante contra o presidente dos Estados Unidos, depois da Justiça Federal ter suspendido uma decisão de Donald Trump.

O presidente queria o fim da proteção dos mais jovens a viver no país sem documentos legais, mas o Estado Federal é assim obrigado a resolver todos os casos ainda existentes.

Trump deverá assim reativiar o chamado plano DACA, promulgado pelo antigo presidente, Barack Obama.

O objetivo do plano da Administração Obama era impedir que fossem deportados cerca de 700 mil emigrantes, que chegaram aos Estados Unidos quando eram crianças, com as famílias. 

Para o Juiz Federal do estado da California, William Alsup, a decisão do presidente foi "arbitrária". Depois de conhecida a decisão, Trump parece disposto a negociar.

Num encontro com Democratas e Republicanos, esta terça-feira, o presidente dos Estados Unidos disse que o plano DACA "é motivo de debates há já algum tempo". E que estava disposto a trabalhar em leis que permitam proteger os jovens abrangidos plo plano DACA.

Trump disse ainda que isso não significava que o orçamento para a construção do muro para separar o México dos Estados Unidos não fosse uma prioridade.

No entanto, por agora, os *dreamers *podem continuar a sonhar.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Dreamers" e famílias encontram-se na fronteira EUA/México

"Dreamers - Trump nega acordo com Democratas

Trump nega acordo com Democratas para reconduzir DACA