Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Bulgária preside à UE e está quase pronta para euro e Schengen

Os líderes dos executivos búlgaro e da União Europeia
Os líderes dos executivos búlgaro e da União Europeia -
Direitos de autor
REUTERS/Stoyan Nenov
Tamanho do texto Aa Aa

A Bulgária pode ser o país mais pobre e mais corrupto da União Europeia. Mas o presidente da Comissão Europeia considera que está preparado para presidir aos trabalhos do bloco no primeiro semestre do ano.

"Quando se trata de convergência real, a Bulgária tem feito um genuíno progresso"

Jean-Claude Juncker Presidente da Comissão Europeia

Na conferência de imprensa de abertura da presidência rotativa da União Europeia, sexta-feira, em Sófia, Jean-Claude Juncker disse, mesmo, que o país está no bom caminho para entrar na zona euro.

"Não digo que a Bulgária possa ser membro da zona euro amanhã, às 11h30 da manhã, mas está no bom caminho. Ainda não fez progresso suficiente, e os nossos amigos búlgaros estão conscientes disso, mas quando se trata de convergência real, o país tem feito um genuíno progresso. Penso que a Bulgária deve entrar no mecanismo de taxa de câmbio europeu assim que possível", defendeu o chefe do executivo comunitário.

Um dos maiores desafios da presidência búlgara da União Europeia é fazer avançar os trabalhos nas políticas de controlo fronteiriço e de migração, sendo que o país tem uma das fronteiras externas da União Europeia.

"A 6 de fevereiro, começará uma visita de dois dias do primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, ao nosso país e vou levá-lo à fronteira, para ver como ela está bem protegida. Se houver outra fronteira do espaço Schengen melhor protegida que a nossa, então direi que o nosso país não deve entrar nesse espaço", disse o primeiro-ministro da Bulgária, Boyko Borissov.

A Holanda é um dos países que tem travado a entrada da Bulgária no espaço de livre circulação, mas o presidente da Comissão Europeia defende que essa entrada se faça o mais rapidamente possível.