Última hora

Última hora

Número de mortos do "massacre" em Cabul ronda a centena

Em leitura:

Número de mortos do "massacre" em Cabul ronda a centena

Número de mortos do "massacre" em Cabul ronda a centena
Tamanho do texto Aa Aa

O número de vítimas mortais do mais recente atentado em Cabul não para de aumentar: contam-se já 95 mortos. As autoridades afegãs dizem que este balanço vai agravar-se. Há ainda cerca de 150 feridos.

O engenho explosivo encontrava-se dissimulado dentro de uma ambulância. Os talibãs reivindicaram o ataque, tal como aconteceu há uma semana quando um grupo armado matou mais de 20 pessoas no Hotel Intercontinental na mesma cidade.

Um responsável pela assistência hospitalar fala de um autêntico "massacre".

O ataque teve lugar numa zona junto às embaixadas da Suécia e da Holanda, da representação da União Europeia e de edifícios governamentais.

Uma testemunha conta que se encontrava na sua loja quando "uma forte explosão abalou toda a zona. Todas as janelas rebentaram."

De acordo com outra testemunha, a deflagração ocorreu quando o veículo se aproximou de um posto de controlo, em plena hora de almoço, numa área muito concorrida da capital afegã.