Puigdemont sublinha que é o candidato único e apela à unidade do independentismo

Puigdemont sublinha que é o candidato único e apela à unidade do independentismo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O ex-presidente do Governo regional da Catalunha manifestou-se na sequência da suspensão da sessão de investidura prevista para esta terça-feira

PUBLICIDADE

Carles Puigdemont lamentou mas pediu que se respeite a decisão do líder do Parlamento regional da Catalunha, Roger Torrent, que decidiu adiar, sine die, a sessão de investidura inicialmente prevista para esta terça-feira.

Através de um vídeo divulgado nas redes sociais, o ex-presidente do Governo regional da Catalunha quebrou o silêncio para dizer que "não há outro candidato possível nem outra combinação aritmética" que permita desencalhar a situação no Parlamento catalão.

"A decisão do povo da Catalunha de 21 de dezembro não é reversível. Não queremos o artigo 155 da Constituição espanhola. Não queremos ser obrigados a aplicar políticas que não representam a vontade dos cidadãos catalães. Não queremos continuar a ser oprimidos e perseguidos por causa das nossas ideias", sublinhou Puigdemont.

O ex-presidente do Governo regional da Catalunha também apelou à unidade do independentismo na sequência da decisão de Roger Torrent que expôs fraturas do bloco secessionista.

Nas ruas, os protestos fizeram-se ouvir de forma ruidosa contra a suspensão da investidura e chegaram às portas do Parlamento.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aos 100 dias de exílio, Puigdemont está a caminho de Waterloo

Puigdemont investigado por terrorismo

Milhares de agricultores polacos protestam no centro de Varsóvia