Angelina Jolie manifesta-se sobre a violência contra as mulheres

Angelina Jolie manifesta-se sobre a violência contra as mulheres
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Atriz esteve esta quarta-feira em Bruxelas onde participou num encontro com o secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg

PUBLICIDADE

A enviada especial da Agência da ONU para os Refugiados (ACNUR) Angelina Jolie esteve esta quarta-feira em Bruxelas, na sede da NATO, onde se reuniu com o secretário-geral da Aliança Atlântica, Jens Stoltenberg. Juntos discutiram possíveis colaborações para combater a violência contra as mulheres.

A também atriz não poupou palavras duras durante um discurso que proferiu. "Não pode existir paz duradoura e segurança sem igualdade de direitos e a participação das mulheres em todas as sociedades. Esses direitos não podem ser alcançados num ambiente em que reina a impunidade para os crimes cometidos em massa contra mulheres e jovens", sublinhou Jolie.

Entre as vítimas de algumas das piores atrocidades cometidas encontram-se elementos da minoria yazidi, que sofreram nas mãos dos jihadistas do autodenominado Estado Islâmico. Atualmente milhares de mulheres e crianças continuam desaparecidas ou em cativeiro.

Ahmed Khudida Burjus, do grupo de defesa da minoria yazidi "Yazda", acrescenta: "É triste dizer mas não houve melhorias na condição yazidi em mais de três anos. Os EUA, a Rússia, a União Europeia e a NATO podem acabar com a violência sexual. Espero que desta vez ouçam o que diz Angelina Jolie."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

A ameaça russa para os Estados do Báltico e Moldávia é real?

NATO investe mais de mil milhões de euros em munições de artilharia

NATO diz que Rússia já perdeu mais de 300 mil homens na Ucrânia