Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Jogos Olímpicos de Pyeongchang a -25°C

Jogos Olímpicos de Pyeongchang a -25°C
Direitos de autor
REUTERS/Kai Pfaffenbach
Tamanho do texto Aa Aa

Ventos fortes e temperaturas gélidas têm sido uma constante nos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 que decorrem em Pyeongchang, na Coreia do Sul.

Esta segunda-feira, duas provas tiveram de ser adiadas.

As temperaturas, na cidade sul-coreana têm rondado os 25 graus Celsius negativos, um obstáculo à prática de algumas modalidades e um perigo para a saúde de atletas, funcionários e espetadores.

O porta-voz da organização, Sung Baik-you, não esconde as dificuldades.

"A velocidade do vento é de cinco a dez metros por segundo. O vento é muito forte e está a tornar as competições muito difíceis", diz.

As condições adversas têm adiado várias provas por falta de condições. Por exemplo, os regulamentos do esqui "cross-country", ou de fundo, dizem que, perante temperaturas de -20ºC, as corridas devem ser adiadas.

Para o Comité Olímpico Internacional, a segurança está primeiro

"Obviamente, o principal para nós é a segurança dos atletas. Cada federação tem uma grande experiência no seu desporto e sabemos isso. Claro que temos de coordenar todo o cronograma, é uma dor de cabeça ter todos os diferentes desportos, a decorrer de uma maneira diferente, mas, obviamente, nunca tomamos uma decisão que ponha em perigo a segurança dos atletas", assegura o porta-voz do COI, Mark Adams.

Além das elevadas temperaturas, uma epidemia de norovírus ameaça também a segurança dos atletas. Segundo o último balanço das autoridades, há 177 casos confirmados.