EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

"Se Assad apoiar os curdos, haverá consequências"

"Se Assad apoiar os curdos, haverá consequências"
Direitos de autor Reuters
Direitos de autor Reuters
De  Ana Serapicos
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Erdogan ameaça regime de Bashar Al-Assad depois deste surgir como novo apoio ao lado curdo na região de Afrin

PUBLICIDADE

O confronto entre as forças de Bashar Al-Assad e a operação turca em Afrin parece "estar por horas".

Damasco terá chegado a acordo com as milícias curdas para estas ajudarem a travar o avanço da operação turca na Síria. 

Erdogan não está com meias medidas e diz que se Assad "escolher o caminho do regime sírio, haverá consquências.".

Segundo fontes presidenciais do governo da Turquia, a ameaça vinda de Erdogan foi feita aquando o presidente turco estaria numa chamada telefónica com Vladimir Putin.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros da Turquia, em delcarações no parlamento, apoiou a linha de pensamento do presidente do país.

Mevlut Cavusoglu admite que "se o regime entrar para proteger o YPG, ninguém pode impedir a Turquia nem os soldados turcos.".

Esta é uma nova fase nesta frente de guerra, frente que começou a 20 de Janeiro quando o exército turco decidiu avançar sobre a Síria, na região de Afrin.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Turqui faz balanço positivo de ação em Afrin, apesar das críticas

Turquia continua ameaças a regime sírio

Turquia não acredita que exército sírio avance para Afrin