Última hora

Última hora

A conturbada visita de Trudeau à Índia

Em leitura:

A conturbada visita de Trudeau à Índia

A conturbada visita de Trudeau à Índia
Tamanho do texto Aa Aa

Aconteceu esta sexta-feira, mas o chefe de Governo canadiano teve de esperar seis dias para ser recebido por um alto dirigente político indiano. O encontro com o homólogo, em Nova Deli, ficou marcado por apelos à unidade, integridade e harmonia, um dia depois do embaraço criado com um convite pouco diplomático.

"Como governantes, temos a responsabilidade de definir os parâmetros das relações económicas para que cresçam e beneficiem todas as pessoas e não, apenas, os mais ricos. Sei que o primeiro-ministro, Narendra Modi, e eu temos essa ambição" sublinhou Justin Trudeau.

A economia parece ser das poucas questões que não está a perturbar a primeira visita oficial do chefe de Governo canadiano à Índia. Modi aproveitou o encontro para criticar os que instrumentalizam a religião para fins políticos e promovem o separatismo.

Na origem da tensão, o polémico convite dirigido - e depois retirado - a um separatista sikh para participar numa receção presidida por Justin Trudeau na capital indiana, esta quinta-feira.

O movimento por um Kalistão independente, que reclama independência do Punjab, no norte da Índia, parece estar a ganhar força no Canadá. E muitos acreditam que as questões eleitorais internas estão na origem da visita de uma semana do chefe de Governo canadiano à Índia.