Presidente do PAOK de Salónica armado em campo

Presidente do PAOK de Salónica armado em campo
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Ivan Savvidis possui licença de uso e porte de arma. Não é procurado por entrar armado no relvado mas por violação de lei desportiva

PUBLICIDADE

As autoridades gregas emitiram um mandato de detenção contra o presidente do PAOK Salónica e quatro guarda-costas.

No duelo deste domingo frente ao AEK de Atenas, que foi suspenso, Ivan Savvidis invadiu o relvado com uma arma à cintura. Entrou em campo, já em tempo de descontos, para confrontar o árbitro e a decisão de anular um golo considerado fora de jogo.

De acordo com o diário desportivo espanhol "AS" terá feito uma ameaça de morte.

O vice-ministro grego da Cultura e do Desporto, Georgios Vassiliadis, deixou entender uma possível suspensão do clube na Liga. Como medida cautelar foi a anunciada a suspensão do principal campeonato de futebol.

"O campeonato vai estar suspenso se não existir um novo enquadramento claro, acordado por todos, para que possamos avançar com condições e regras", disse Georgios Vassiliadis.

Foi o defesa português Fernando Varela, que alinha pela equipa de Salónica desde 2016, que inaugurou o marcador ao minuto 90 do confronto colocando o PAOK em vantagem em relação ao AEK. Mas a decisão do árbitro de anular o golo deixou Savvidis enfurecido porque o mesmo garantia não só o triunfo PAOK como a liderança da Superliga grega.

Multimilionário, nascido na Geórgia mas de origem grega, Ivan Savvidis já pertenceu ao parlamento russo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Apelo ao reforço da Operação Aspide de proteção dos navios do Mar Vermelho

Grécia: greves contra desemprego e baixos salários

Faltam 100 dias para os Jogos Olímpicos de Paris