Última hora

Última hora

Presidente do PAOK de Salónica armado em campo

Em leitura:

Presidente do PAOK de Salónica armado em campo

Presidente do PAOK de Salónica armado em campo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades gregas emitiram um mandato de detenção contra o presidente do PAOK Salónica e quatro guarda-costas.

No duelo deste domingo frente ao AEK de Atenas, que foi suspenso, Ivan Savvidis invadiu o relvado com uma arma à cintura. Entrou em campo, já em tempo de descontos, para confrontar o árbitro e a decisão de anular um golo considerado fora de jogo.

De acordo com o diário desportivo espanhol "AS" terá feito uma ameaça de morte.

O vice-ministro grego da Cultura e do Desporto, Georgios Vassiliadis, deixou entender uma possível suspensão do clube na Liga. Como medida cautelar foi a anunciada a suspensão do principal campeonato de futebol.

"O campeonato vai estar suspenso se não existir um novo enquadramento claro, acordado por todos, para que possamos avançar com condições e regras", disse Georgios Vassiliadis.

Foi o defesa português Fernando Varela, que alinha pela equipa de Salónica desde 2016, que inaugurou o marcador ao minuto 90 do confronto colocando o PAOK em vantagem em relação ao AEK. Mas a decisão do árbitro de anular o golo deixou Savvidis enfurecido porque o mesmo garantia não só o triunfo PAOK como a liderança da Superliga grega.

Multimilionário, nascido na Geórgia mas de origem grega, Ivan Savvidis já pertenceu ao parlamento russo.