EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Theresa May expulsa diplomatas russos do Reino Unido

Theresa May expulsa diplomatas russos do Reino Unido
Direitos de autor REUTERS/Toby Melville
Direitos de autor REUTERS/Toby Melville
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeira-ministra britânica culpa Estado russo pelo envenenamento de Sergei Skripal

PUBLICIDADE

Resposta dura à Rússia por parte de Theresa May.

Sem qualquer dúvida de que a Rússia esteve de alguma forma ligada ao envenenamento do antigo espião russo em Salisbury, a primeira-ministra britânica anunciou no parlamento britânico as medidas que Londres vai tomar contra Moscovo, pelo facto de não ter havido uma reposta convincente para o que se passou no dia 4 de março e que colocou Serguei Skripal, a filha e um agente da polícia em estado grave no hospital.

Entre as principais medidas destacam-se:

- A expulsão de 23 diplomatas russos que de alguma forma estão, nas palavras da chefe de governo, ligadas aos serviços de espionagem russos. Têm uma semana para abandonar o território britânico.

- A suspensão de contactos diplomáticos ao mais alto nível com a federação russa.

- Foi retirado o convite para o ministro das relações externas da Rússia, Serguei Lavrov, visitar o Reino Unido.

- Excluída está também a hipótese de existir uma delegação real ou politica no campeonato do mundo de futebol que começa este verão na Rússia.

Momentos antes desta declaração, o Kremlin fez saber que iria responder na mesma moeda.

Theresa May quis ainda sublinhar que "nenhuma destas ações são contra o heroico povo russo que tantos grandes feitos realizou mas a atitude do Presidente Vladimir Putin é trágica e a isso obriga".

Leia a declaração completa de Theresa May aqui.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Agente ferido em ataque de Salisbury já teve alta hospitalar

Conselho Europeu apoia acusações do Reino Unido à Rússia

De casa às costas: Os 23 diplomatas russos já chegaram a Moscovo