Última hora

Mark Zuckerberg quebra silêncio

Mark Zuckerberg quebra silêncio
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Mark Zuckerberg quebrou, finalmente, o silêncio e fez um "mea culpa". O criador do Facebook assume que, em última instância recai sobre si a responsabilidade sobre a manipulação de informação de utilizadores da rede social. O magnata do digital está convicto de que situações como esta não se repetirão, mas admite que "isso não muda o que aconteceu no passado". Zuckerberg, em mensagem publicada na referida rede social garante que "vão aprender com esta experiência e que isso se traduzirá numa maior proteção e da plataforma e da comunidade ligada a ela. No longo texto, o patrão do Facebook falou das novas medidas de segurança.

No domingo o Facebook anunciou que está a investigar a fuga de dados, da responsabilidade da empresa britânica Cambridge Analytica, que trabalhou para a campanha do presidente americano, e que terá, alegadamente, manipulado informação de mais de 50 milhões de utilizadores da rede social, nos Estados Unidos, em benefício de Donald Trump.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.