Última hora

Última hora

A guerra entre Sarkozy e a Líbia: "Não há provas, só ódio!"

Em leitura:

A guerra entre Sarkozy e a Líbia: "Não há provas, só ódio!"

A guerra entre Sarkozy e a Líbia: "Não há provas, só ódio!"
@ Copyright :
reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Desta vez foi na televisão francesa que Sarkozy negou todas as acusações de que é alvo.

O ex-presidente francês é acusado de corrupção passiva, financiamento ilegal de campanha eleitoral e ocultação de fundos públicos da Líbia.

Numa entrevista à TF1, Nicolas Sarkozy negou a declarações feitas por Saif Kadhafi, em 2011.

"Saif Kadhafi disse, em 2011, "Sarkozy tem de devolver o dinheiro que lhe demos" e depois disse: "temos fotos, gravações, provas de transferencias" Isto em Março de 2011. Estamos em março de 2018. Não há nenhum documento, nenhuma fotografia, nehuma conta...nenhuma prova! Só há ódio!

Sarksozy refere-se à entrevista que Saif Kadhafi, filho de Kadhafi, ex-chefe de estado da Líbia, deu em 2011 , um exclusivo Euronews.

Na entrevista, o político acusou Nicolas Sarkozy de usar dinheiro da Líbia para financiar a campanha às presidenciais francesas.

"Sarkozy deve devolver o dinheiro que tirou da Líbia para financiar a própria campanha eleitoral. Financiamos a campanha eleitoral dele. Temos todos os detalhes, estamos prontos para revelar tudo. Pedimos a este palhaço para devolver o dinheiro ao povo líbio.

Sarkozy, nós ajudamos-te a tornares-te presidente e tu desapontaste-nos. __Agora devolve o dinheiro.", disse o político na entrevista.

Nicolas Sarkozy está a ser alvo de investigação para apurar se Líbia apoiou ou nao relamente a campanha presidencial do ex-líder do país.