A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Como é que aconteceu o ataque de Trèbes?

Reuters
Reuters
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Como é que o ataque de Trèbes aconteceu? Foi esta a pergunta de ordem da reunião especial que aconteceu em Paris. Um encontro dedicado à prevenção terrorista onde dezenas de especialistas na área trocaram ideias sobre o que poderá ter acontecido.

O responsável pelo último ataque em França tinha registo criminal e, mesmo assim, não estava a ser investigado pela polícia. Foi condenado por atos de violência, por tráfico de drogas, e por posse de arma.

A presidente da Comissão de Investigação da rede de jihadistas diz que o ataque de Trèbes não foi um descuido das autoridades, até porque muitos outros do género já foram evitados.

"Na lista deve haver, provavelmente, indivíduos mais perigosos do que o atacante de Trèbes. Indivíduos que testam a atenção da polícia, mas é melhor recordar que os nossos serviços já impediram vários de ataques."

O presidente do Centro de Análise de Terrorismo disse à Euronews que seria impossível evitar este ataque, até porque há muitos nomes na lista de suspeitos.

_"A perigosidade deste atacante foi avaliada e a conclusão foi que ele não apresentou nenhuma indicação de que pretendia agir, cometer um ato de terror. _**_Mas esse tipo de avaliação não é permanente, não se representa todos os dias - há muitas pessoas para rastrear, a nossa entidade de identificação contém 20 mil nomes. __Não se pode honestamente fingir que se invetiga 20 mil nomes, não é possível em qualquer democracia no mundo. _Mas o que aconteceu e por que razão a ficha deste atacante não estava ativa nos serviços especiais, ou seja, a Direção Geral de Segurança Interna não estava a investigá-lo."**