A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Turco Vedat Albayrak triunfa no Grande Prémio de Antália de judo

Turco Vedat Albayrak triunfa no Grande Prémio de Antália de judo
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A World Judo Tour da Federação Internacional da modalidade prosseguiu na Turquia com uma cerimónia de abertura para marcar o arranque da segunda jornada do Grande Prémio de Antália.

Os fãs turcos tiveram, este sábado, direito a um presente especial porque o homem do dia foi o também turco Vedat Albayrak. Bateu o norte-americano Jack Hatton na final de -81 quilos. Um erro de Hatton permitiu a Albayrak assumir o controlo levando o público ao delírio. Terminou a jornada em estilo e conquistou a primeira medalha de ouro para a Turquia.

O presidente da Federação Turca de Judo, Sezer Huysuz, colocou a medalha ao peito de Albayrak.

''Conquistei a medalha de ouro e sinto-me muito bem. É fantástico. Houve uma atmosfera muito boa e cheguei à final para triunfar. Para mim é ótimo. Tenho de continuar a treinar arduamente para ganhar mais medalhas", sublinhou Albayrak.

A mulher do dia foi a sueca Anna Bernholm que se impôs sobre a canadiana Kelita Zupancic na final da categoria de -70kg. Aproveitando a oportunidade e o braço da rival, Bernholm aplicou pressão sobre a articulação do cotovelo de Zupancic, acabando por conseguir a vitória por "Ippon."

Foi o segundo ouro numa World Tour para a jovem de 27 anos, tendo ascendido à divisão de -70kg vinda da categoria de -63kg há 18 meses.

''Sinto-me muito forte na categoria de -70kg. Ganhei a medalha de ouro em Abu Dhabi e de bronze na Rússia. Conseguir este ouro, o primeiro num Grande Prémio, é uma sensação fantástica", revelou Bernholm.

Tommy Macias, o companheiro de equipa de Bernholm, também conquistou o ouro com uma vitória de choque sobre o múltiplo medalhista mundial An Chang-rim, da Coreia do Sul. Levou a melhor na categoria de -73kg com um brilhante "Sumi-Gaeshi", impondo-se por "Ippon."

A austríaca Magdalena Krssakova conquistou o ouro que faltava na segunda jornada. Mediu forças com a russa Valentina Kostenko para selar a vitória na categoria de -63kg.

O movimento do dia foi protagonizado pelo kosovar Akil Gjakova com um explosivo "Ashi-waza", bloqueando o joelho do rival e fazendo-o rodar para um "Ippon" perfeito.