Última hora

Última hora

UE em desacordo sobre imposição de novas sanções contra o Irão

Em leitura:

UE em desacordo sobre imposição de novas sanções contra o Irão

Chefes da diplomacia europeia reuniram-se no Luxemburgo
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia não chegou a acordo quanto à imposição de novas sanções contra o Irão.

"Para os europeus (...) existem fatores económicos que jogam um papel importante"

Dra Firouyeh Nahvandi Socióloga, ULB, Bélgica

Esta a conclusão do Conselho dos Negócios Estrangeiros da UE que se reuniu esta segunda-feira no Luxemburgo a fim de, entre outras questões, discutir formas de fazer face ao envolvimento do país no conflito sírio.

França, Reino Unido e Alemanha pretendem dirigir novas sanções às milícias iranianas que combatem ao lado do regime sírio. A Itália e a Áustria oposeram-se.

O impasse torna difícil cumprir o prazo de 12 de maio dado pelo presidente norte-americano para se manter no acordo nuclear assinado em 2015.

"Apesar das decisões e do relatório esmagador das Nações Unidas, apesar das decisões e do relatório do parlamento europeu sobre a situação dos direitos do homem, não se levou isto mais além a fim de preservar as relações com o Irão porque para os europeus, muito mais do que para os norte-americanos, existem fatores económicos que jogam um papel importante", afirma a Dra Firouyeh Nahvandi, socióloga da ULB, em Bruxelas.

Entre as medidas propostas contam-se sanções contra o programa de mísseis de Teerão assim como o papel do Irão no conflito sírio para além de questões relativas aos direitos humanos.

A serem aprovadas, as sanções poderiam impedir a saída dos Estados Unidos do acordo nuclear.