A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Começa investigação ao acidente do voo 1380 da Southwest

Começa investigação ao acidente do voo 1380 da Southwest
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades deram início a uma investigação relativa ao acidente com o voo 1380 da Southwest Airlines, que ligava os aeroportos de La Guardia, Nova Iorque e Love Field, em Dallas, no Texas.

Foi no início desta semana que uma passageira morreu depois dos destroços de uma da turbina esquerda da aeronave embatessem numa da janelas, quebrando o vidro e fazendo com a passageira quase fosse sugada do aparelho.

Jennifer Riordan tinha 43 anos e viajava sozinha. Um grupo de passageiros tentou salvá-la e conseguiu impedir que fosse cuspida para fora da aeronave, mas a vítima acabou por morrer.

O aparelho fez uma aterragem de emergência no aeroporto internacional de Filadélfia, estado da Pensilvânia.

Foram encontrados destroços do motor a cerca de 80 quilómetros a norte da cidade.

A Agência Nacional para a Segurança nos Transportes (NTSB, sigla em inglês), dos Estados Unidos, disse que ambos motores do avião seriam inspecionados no espaço de duas semanas.

REUTERS
O voo 1380, da Southwest Airlines, fazia a ligação entre o aeriporto de La Guardia, Nova Iorque, e Love Field, Dallas.REUTERS

A Autoridade Federal para a Aviação (FAA, sigla em inglês), anunciou que vários aviões da Southwest e de outras empresas seriam também inspecionados.

As duas caixas negras do aparelho encontram-se nos laboratórios da sede da NTSB, em Washington.

Para já, sabe-se que uma das 24 lâminas da turbina se partiu, impedindo que esta funcionasse corretamente.

Marty Martinez, de 29 anos, era um dos passageiros. Filmou o que aconteceu com o seu telemóvel (telefone celular) e chegou mesmo a utilizar o serviço de Internet sem fios, pré-pago, disponível nos voos da companhia, para despedir-se da família, temendo o pior.

Decidiu também filmar tudo o que se passou. Explicou que ouviu uma explosão no interior do aparelho e que, segundos depois, caíram as máscaras de oxigénio.

De acordo com a NBC News, os passageiros de outro voo da Southwest Airlines passaram por um episódio semelhante em 2016, embora não tenha havido feridos nessa ocasião.