Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

França defende acordo nuclear com o Irão

França defende acordo nuclear com o Irão
Tamanho do texto Aa Aa

A pouco mais de uma semana de Donald Trump anunciar se os Estados Unidos vão rasgar o acordo nuclear com o Irão, o presidente francês reafirma a posição em defesa do pacto estabelecido em 2015.

De visita à Austrália, Emmanuel Macron insiste que se trata de um pilar para uma solução global, que deve ser reforçada.

"Não sei o que é que o presidente dos Estados Unidos vai decidir no dia 12 de Maio", garantiu. "Só queria dizer que, qualquer que seja a decisão, vamos ter de preparar uma negociação e um acordo mais alargados, porque penso que ninguém quer uma guerra na região e ninguém quer uma escalada da tensão na região", afirmou ainda o presidente francês.

Na semana passada, Emmanuel Macron foi a Washington tentar convencer Donald Trump a manter o acordo que suspendeu as sanções económicas contra o Irão, em troca de uma limitação do programa nuclear.

Questionado sobre o dossier apresentado plo primeiro-ministro de Israel, que acusa Teerão de manter um programa nuclear secreto, Macron não fez comentários, repetindo apenas que a França está empenhada em garantir a estabilidade da região.