Giuliani explica-se depois de contradizer Trump sobre 'caso Stormy Daniels"

Giuliani explica-se depois de contradizer Trump sobre 'caso Stormy Daniels"
Direitos de autor 
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O novo advogado de Donald Trump admitiu que o dinheiro pago à atriz porno, para silenciar um alegado caso, partiu do agora presidente, contradizendo Donald Trump. entretanto, Trump admitiu também o pagamento de 130 dólares a Daniels.

PUBLICIDADE

O novo advogado de Donald Trump, o antigo mayor de Nova Iorque Rudolph Giuliani, tentou corrigir a gafe cometida antes, ao contradizer Trump sobre o caso Stormy Daniels, mas o mal parece estar feito. O presidente americano defendeu o velho amigo e diz que o caso está a prejudicar o país.

"O Rudy sabe que isto é uma caça às bruxas. Ele começou ontem. Vai esclarecer tudo. É um grande tipo. É uma pessoa consciente de que este caso é muito mau para o país e tem razão", disse o presidente.

Numa declaração escrita, Giuliani diz que o pagamento feito à antiga atriz porno "não constituiu uma violação da campanha e se destinou a resolver alegações falsas e pessoais. Disse ainda que_ "isso teria sido feito quer Trump fosse ou não candidato"_.

As explicações de Trump no Twitter, em que reafirma que o pagamento não teve nada a ver com a campanha eleitoral

Este esclarecimento chega depois das declarações que Giuliani fez na Fox News, em que dizia que os 130 mil dólares tinham sido pagos através da firma de advogados que trabalhava para Trump e que o próprio candidato tinha reembolsado o antigo advogado, Michael Cohen. O dinheiro destinou-se a pagar o silêncio de Stormy Daniels, com quem Donald Trump teria alegadamente tido um caso em 2006 e 2007. Daniels lançou uma ação na justiça por difamação, depois de Trump a ter acusado de mentir no caso de uma alegada agressão. Antes, Daniels tinha interposto uma outra ação para invalidar o acordo de não-divulgação em que alega que esse acordo é nulo, porque Trump nunca assinou. Esse processo foi suspenso pelos juízes durante trinta dias, enquanto decorre a investigação a Cohen.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rudy Giuliani critica internacionalismo europeu e defende nacionalismo

Trump admite pagamentos no caso Stormy Daniels

Processo de seleção do júri promete atrasar julgamento de Trump