Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Milhares em Buenos Aires e Lima pela legalização da Canábis

Milhares em Buenos Aires e Lima pela legalização da Canábis
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas saíram às ruas de Buenos Aires para pedir a legalização da canábis, um evento que se tornou anual. Uma das principais razões para o protesto são as prisões daqueles que cultivam para consumo: "Basta de presos por cultivar. Chega de virem arrombar as nossas casas, bater-nos à porta, roubar-nos as plantas, roubar-nos os remédios dos nossos filhos. Já chega também de repressão e de censura no YouTube", disse o youtuberFederico Riveiro, presente na marcha.

Um dos vídeos de Federico Riveiro ("Dr Sativa") no YouTube. O canal que geria anteriormente foi censurado pela plataforma.

A Argentina adotou em 2013 uma lei da canábis medicinal, mas que é bastante restritiva. Só prevê a importação de óleo de canábis e apenas para tratar a epilepsia.

As marchas pela legalização estenderam-se também ao Peru. Ana Álvarez, presidente da associação 'Buscando Esperanza', uma das organizadoras da manifestação em Lima, enaltece a rapidez com que o país adotou a lei da marijuana medicinal: "Conseguimos que em pouco tempo, exatamente sete meses, se tenha feito a lei da marijuana medicinal. Agora, estamos à espera da regulamentação".

Este é o décimo nono ano que a Marcha Global da Marijuana se celebra no primeiro sábado de maio.