Última hora

Morte de Dhlakama pode dar "mais espaço à ala radical da Frelimo"

Morte de Dhlakama pode dar "mais espaço à ala radical da Frelimo"
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A morte de Afonso Dhlakama, líder histórico da Resistência Nacional de Moçambique (Renamo), abre uma nova era política em Moçambique. Existem vários cenários possíveis no futuro do país africano, incluindo a "possibilidade da ala radical da Frente de Libertação de Moçambique (Frelimo), partido no poder, ganhar mais espaço" pelo facto de ver afastada a personalidade que comandou a Renamo durante quase 40 anos. A opinião é de António Chichone, ex-representante do partido em Portugal e na Europa.

Renamo e Frelimo foram os protagonistas de uma sangrenta guerra civil entre 1976 e 1992.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.