Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Itália: Novas eleições ou novo governo?

Carlo Cotarelli voltou a reunir-se com o Presidente no Palácio do Quirinale
Carlo Cotarelli voltou a reunir-se com o Presidente no Palácio do Quirinale -
Direitos de autor
Reuters
Tamanho do texto Aa Aa

Os italianos podem voltar às urnas já dentro de dois meses. Carlo Cottareli, o primeiro-ministro interino, recebeu do Presidente da República a tarefa de serenar o ambiente político e preparar caminho para eleições depois do verão. Até ao momento, não conseguiu sequer apoio para este governo de transição.

Cotarelli esteve no Palácio do Quirinale esta quarta-feira, de onde saiu em silêncio. Em contrapartida, sobem de tom as vozes que pedem uma dissolução imediata do parlamento.

O Presidente italiano chumbou a coligação entre o Movimento 5 Estrelas e a extrema direita da Liga, depois de terem escolhido um eurocético para ministro das Finanças.

Em Nápoles, os apoiantes de Beppe Grillo protestaram contra o chumbo do governo de direita.

Uma fonte do 5 Estrelas, citada pela Reuters, adianta que estão ainda em marcha esforços para garantir o governo de coligação, com uma nova escolha para a pasta das Finanças. Em perspectiva, estará também o alargamento da coligação ao partido, também de direita, Irmãos de Itália.

A Bolsa de Milão abriu em alta, deposi de ter encerrado com o pior desempenho da Europa nesta terça-feira.

Numa altura em que a crise política põe pressão sobre a banca italiana, investidores questionam o Banco Central Europeu. Querem saber que medida s de proteção esrtão a ser tomadas para proteger a terceira maior economia da zona euro.