"Nada garante" sucesso das propostas da cimeira, avisa analista

"Nada garante" sucesso das propostas da cimeira, avisa analista
Direitos de autor  REUTERS/Francois Lenoir
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

No final da maratona de negociações, em Bruxelas, a chanceler alemã, Angela Merkel, avisou que "ainda há muito trabalho a fazer para ultrapassar as visões diferentes".

PUBLICIDADE

As conclusões da cimeira incluem três propostas:

- a criação voluntária de centros de controlo nos Estados Membros;

- a instalação de plataformas regionais de desembarque de migrantes fora da União Europeia;

- o aumento dos apoios económicos a países externos, no âmbito do quadro financeiro plurianual.

A ideia é dar mais dinheiro à Turquia, a Marrocos e a outros países do norte de África, para controlar os movimentos migratórios. O texto assume também a necessidade de endurecer o controlo das fronteiras do Espaço Schengen.

Ryan Heath, editor do Politico, analisa os resultados da cimeira: "podemos afirmar que houve uma conclusão a nível europeu e não uma cimeira falhada,o que é positivo. Mas já conhecíamos grande parte do que está na proposta.Tudo é voluntário, tal como Viktor Orban (primeiro-ministro da Hungria) e Giuseppe Conte (primeiro-ministro italiano) queriam".

Para o analista político "não há nada que garanta que os centros de controlo vão funcionar na União Europeia, e é claro que tudo isto é muito caro e há muitas pessoas que continuam a chegar".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Uma cimeira europeia tensa e cheia de bloqueios

Fumo branco em Bruxelas numa cimeira decisiva para a questão migratória

Bloqueio italiano em cimeira europeia de Bruxelas