Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.
Última hora

Reino Unido: Novo caso com Novichok levanta suspeitas

Reino Unido: Novo caso com Novichok levanta suspeitas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Um casal está internado em estado crítico depois de entrar em contacto com Novichok, o mesmo agente neurotóxico com que Skripal e a filha foram atacados em março deste ano

Um homem de 44 anos e uma mulher de 45 foram encontrados inconscientes. A polícia britânica suspeitou de overdose mas rapidamente iniciou um processo de investigação e acabou por confirmar a presença do agente neurotóxico.

O episódio aconteceu em Amesburry, a 15 minutos de Salisbury, no Reino Unido, a cidade onde o ex-agente russo e a filha, Yulia Skripal, sofreram o ataque que teve consequências também dipomáticas. Dois casos, completamente independentes, pelo menos segundo aquilo que a investigação concluiu até agora.

O comissário da polícia local declarou aos jornalistas que "não há nada que prove a ligação entre os dois agentes".

"Após a análise detalhada das amostras, podemos confirmar que as vítimas foram expostas ao agente neurotoxico Novichok, o mesmo agente neurotóxico que contaminou Yulia e Sergei Skripal. No entanto, não estamos em posição de dizer se é proveniente do mesmo lote ou não.", admitiu Neil Basu.

O caso Skripal levantou uma guerra fria entre a Rússia e o Reino Unido, levou a uma série de decisões políticas em cada um dos países, como a expulsão de diplomatas russos e ingleses de Londres e de Moscovo.

Este é o segundo caso em apenas 4 meses. As investigações estão a apurar o que terá acontecido.