A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Bósnia assinala 23º aniversário do massacre de Srebrenica.

Bósnia assinala 23º aniversário do massacre de Srebrenica.
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Uma manifestação em Belgrado, para assinalar o 23º aniversário do massacre de Srebrenica. Esta quarta-feira, mulheres vestidas de negro reuniram-se para relembrar pior massacre ocorrido em território Europeu, desde a Segunda Guerra Mundial. Um número nos cartazes: 8372. O número de vítimas mortais que não caem no esquecimento. Tudo isto sob o olhar atento da polícia Sérvia.

Srebrenica era uma cidade muçulmana no leste da Bósnia, protegida pela ONU e cercada por forças sérvias durante a guerra. As tropas sérvias invadiram a zona e executaram mais de 8 mil homens e rapazes em poucos dias. Os restos mortais destas vítimas abatidas em julho de 1995 foram abandonados na cidade cujo nome se tornou sinónimo da brutalidade da guerra da Bósnia entre 1992 e 1995.

Trinta e cinco vítimas recentemente identificadas foram a enterrar num funeral coletivo. Os caixões foram transportados para o cemitério de Srebrenica acompanhados por lágrimas e pelo silêncio. Cenas testemunhadas por amigos e familiares das vítimas que se despediram pela última vez.