A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Bósnia presta homenagem a 86 vítimas da guerra

Bósnia presta homenagem a 86 vítimas da guerra
Direitos de autor
REUTERS/Dado Ruvic - REUTERS/Dado Ruvic
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Em Prijedor, milhares de pessoas prestaram homenagem a 86 vítimas muçulmanas que foram alinhados junto a uma ravina e executadas pelas mãos dos sérvios, num dos mais negros episódios da guerra que devastou a Bósnia-Herzegovina entre 1992 e 95.

Sadumovic Salko, transporta a urna com os restos mortais de um homem que conheceu num campo de concentração e que não tem familiares vivos.

Há quem tenha perdido boa parte da família naquele dia de agosto de 1992. 27 anos depois, uma homenagem coletiva numa espécia de recado do passado para o futuro.

Armin Suljanovic, conta que esta é uma experiência difícil que está a partilhar com a mulher. Tinha seis anos quando perdeu o pai, de quem agora finalmente se despede.

A região de Prijedor foi uma das mais afetadas pela limpeza étnica de uma guerra que terá feito 100 mil mortos.

Quase 25 anos depois do fim da guerra, na Bósnia, existem ainda muitas feridas por sarar. Prova da acentuada divisão política que atravessa o país é o facto desta cerimónia ter sido ignorada pelos bósnios sérvios que continuam a recusar terem sido responsáveis pos execuções em massa, perseguições e detenções ilegais.