Última hora

Última hora

Reações à cimeira de Trump e Putin em Helsínquia

Em leitura:

Reações à cimeira de Trump e Putin em Helsínquia

Reações à cimeira de Trump e Putin em Helsínquia
Tamanho do texto Aa Aa

O Kremlin e o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia receberam os resultados das negociações que tiveram lugar neste palácio onde me encontro com surpresa e satisfação. Logo após a conferência de imprensa, Vladimir Putin concedeu uma entrevista à agência de notícias russa estatal TASS, em que declarou a sua surpresa afirmando que esperava que as conversações fossem preparatórias mas que foram, afinal, “muito construtivas e com resultados muíto específicos.”

Na conferência de imprensa com os dois chefes de estado, o ministro dos negócios estrangeiros russo Sergey Lavrov mostrou-se sorridente e claramente satisfeito com o resultado do encontro. Numa outra entrevista, o chefe da diplomacia russa declarou que se tratou de um encontro que teve "super-resultados, melhores que super," mas não se pronunciou sobre o teor específico dos resultados do encontro a portas fechadas de duas horas entre os dois líderes.

Por sua vez, o parlamento russo considerou que o encontro de Vladimir Putin e Donald Trump se revelou histórico e constitui a base para o futuro desenvolvimento das relações bilaterais entre os dois países.

A imprensa russa está a aplaudir o sucesso do encontro. O jornal diário Kommersant considerou o encontro um "campeonato do mundo político sem vencedores," porque ambas as equipas estiveram igualmente fortes e não faz sentido declarar vencedores. Outros títulos acreditam que Vladimir Putin mostrou a Donald Trump o que é a verdadeira democracia.

Fica por saber qual poderá ser o próximo passo na nova era de relações bilaterais, possivelmente uma nova visita de estado. Logo se verá, mais para o outono.