Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Juncker na Casa Branca para encontro de alta tensão

Juncker na Casa Branca para encontro de alta tensão
Tamanho do texto Aa Aa

Espera-se um encontro tenso entre o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na Casa Branca.

Juncker encontra-se na quarta-feira com Trump para debater as relações entre o bloco regional europeu e a primeira economia mundial.

Segunda-feira, um porta-voz da Comissão Europeia, Margaritis Schinas, considerou que a reunião era uma boa ocasião para “desdramatizar” uma possível tensão comercial entre as partes.

Bruxelas diz que Juncker não quer apresentar qualquer tipo de proposta de relação comercial entre o bloco e os Estados Unidos.

Recentemente, Donald Trump acusou a União Europeia e vários países de práticas injustas para com os Estados Unidos.

A Administração norte-americana impôs depois um aumento de tarifas sobre o ferro e o aço, não só à União Europeia, mas também à China e ao Canadá.

Trump ameaçou também aumentar as tarifas sobre os veículos importados a partir do bloco regional europeu.

Bruxelas acelerou uma aproximação aos parceiros asiáticos.

Na semana passada, foi assinado um acordo de livre comércio com o Japão, considerado o maior da história.

Depois do encontro, espera-se que Jean-Claude Juncker se desloque ao Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais (CSIS), na capital Federal norte-americana, onde deverá abordar as relações entre Washington e Bruxelas.

Os Estados Unidos foram o primeiro parceiro comercial da União Europeia em 2017 - em intercâmbio de bens - com um volume total de 630 mil milhões de euros. O comércio de máquinas e equipamentos para transporte é de 44% entre os dois lados do Atlântico.