Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Pelo menos 82 pessoas morreram nos incêndios na Grécia

Aldeia costeira de Mati devastada pelos incêndios
Aldeia costeira de Mati devastada pelos incêndios -
Direitos de autor
REUTERS/EUROKINISSI
Tamanho do texto Aa Aa

À medida que se percorrem os caminhos do fogo e a destruição por ele provocada, descobrem-se mais vitimas dos terríveis incêndios na Grécia. Pelo menos 82 pessoas morreram e as autoridades temem que o número de mortes chegue à centena.

Uma das últimas vítimas confirmadas foi o irlandês Brian O'Callaghan-Westropp que estava em lua-de-mel com a mulher Zoe, na aldeia costeira de Mati. Separaram-se quando fugiam das chamas. Brian morreu, Zoe está hospitalizada com queimaduras na cabeça e mãos.

As centenas de bombeiros e os meios aéreos continuam a tentar apagar os fogos e evitar reacendimentos naquela região a cerca de 30 quilómetros de Atenas.

Várias equipas percorrem também as zonas costeiras à procura das cerca de 40 pessoas que continuam desaparecidas. Para escapar ao fogo, muitas fugiram para o mar e teme-se que algumas tenham morrido afogadas.

Enquanto decorrem as buscas, a sociedade civil mobiliza-se no apoio às populações afetadas. Milhares de pessoas fizeram filas para doar sangue e ofereceram também roupa, comida e outros mantimentos. A Cruz Vermelha tenta fazer chegar esta ajuda o mais rápido possível às vítimas dos fogos.