Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

Amamentar contra o preconceito

Amamentar contra o preconceito
Tamanho do texto Aa Aa

De 1 a 7 de agosto cumpre-se a Semana Mundial da Amamentação, uma iniciativa que nasceu em 1992 e abrange hoje mais de 170 países, procurando todos os anos sensibilizar para a importância desta prática na saúde infantil.

As Filipinas aderiram em força à campanha, com o governo filipino a promover neste fim de semana diversos eventos para aumentar esta prática e assim ajudar a atenuar as negativas estatísticas de mortalidade infantil.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 27 em cada mil crianças filipinas faleceram em 2016 antes de completarem cinco anos de idade.

Aliás, a OMS considera essencial amamentar um bebé desde a primeira hora de vida e utilizar essa prática como forma exclusiva de alimentação durante os primeiros seis meses de vida da criança, pelo menos.

Com máscaras de super-heróis ou com roupa casual, milhares de mães amamentaram os filhos publicamente em conjunto para desmistificar o estigma e a vergonha em torno do aleitamento materno, algo que ainda se faz sentir em muitos países.

A defesa da amamentação chegou também à Colômbia, um dos mais de 170 países que apoia a iniciativa e que promoveu também campanhas locais.

Centenas de mães juntaram-se na capital Bogotá para amamentar os seus filhos e muitas fizeram-se mesmo acompanhar pelos pais, envolvendo-os também na amamentação.