Última hora

Última hora

Jean-Pascal van Ypersele: “A descarbonização da economia mundial requere vontade política."

Em leitura:

Jean-Pascal van Ypersele: “A descarbonização da economia mundial requere vontade política."

Jean-Pascal van Ypersele: “A descarbonização da economia mundial requere vontade política."
Tamanho do texto Aa Aa

As temperaturas escaldantes da Europa este verão transformaram pastagens verdejantes em enormes extensões de solo inóspito numa questão de semanas.

A seca, especialmente nas partes norte e central do continente, teve um impacto devastador para o setor agrícola.

Jean-Pascal van Ypersele, um dos maiores especialistas mundiais em alterações climáticas, explicou as causas e consequências do calor e da seca a Bryan Carter, da Euronews.

A onda de calor e a seca que se verificam através da Europa são consequência da alteração climática do planeta?

"São efeitos certamente intensificados pela alteração climática e, infelizmente, vão tornar-se cada vez mais frequentes devido ao aquecimento global causado pela emissão de gases de efeito de estufa."

A União Europeia e os estados-membros estão a fazer o suficiente para combater a alteração climática?

"Ainda não. Os planos da União Europeia para a alteração climática foram preparados antes da Conferência das Nações Unidas para a Alteração Climática realizada em Paris em 2015 e, três anos mais tarde, ainda não foram atualizados, o que é lamentável."

"Estes planos não estão em consonância com o grau de ambição e o objetivo do acordo de Paris, que é o de manter o aumento da temperatura média global abaixo de 1,5°C ou pelo menos de 2°C, acima do nível pré-industrial. Por isso a Europa tem que fazer mais."

Um novo relatório afirma que o clima global está prestes a atingir um ponto perigoso de inflexão para a adaptação estável do planeta e que esses dois graus poderão acabar por ser 4 ou mesmo 5 graus. Pensa que é demasiado tarde?

"Não é demasiado tarde para evitar o pior mas é demasiado tarde para evitar os efeitos que já estamos a viver no presente. Estes estão a tornar-se aparentes e tornam claro que o nível de ação contra a alteração climática tem que ser intensificado. Temos que proceder à descarbonização completa da economia mundial, de toda a atividade humana em todos os setores para eliminar os combustíveis fósseis o mais depressa possível. E isso requere vontade política, que de momento não existe."