Última hora

Última hora

Primeiro-ministro grego assinala primeiro dia de uma "nova era"

Em leitura:

Primeiro-ministro grego assinala primeiro dia de uma "nova era"

Primeiro-ministro grego assinala primeiro dia de uma "nova era"
Tamanho do texto Aa Aa

Foi na ilha de Ítaca, o ponto de partida e de regresso do herói mitológico Ulisses na obra de Homero, que o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, deu por encerrada a "odisseia" da austeridade.

Se o vinho serviu como arma de libertação do ciclope Polifemo, contra a crise económica e financeira foi a coragem e capacidade dos gregos que mais pesou.

"A Grécia viveu uma odisseia moderna desde 2010. Em cinco anos aconteceram coisas sem precedentes num país em tempo de paz. Hoje é o dia de libertação, mas também o início de uma nova era. Não vamos cometer o erro de arrogância de ignorar os ensinamentos da era do resgate na Grécia", disse Alexis Tsipras, esta terça-feira, numa mensagem televisiva.

De visita à autarquia de Ítaca no primeiro dia da "nova era", após o fim do programa de resgate à Grécia, Tsipras sublinhou que o país recuperou o "direito a definir o destino": "Chegámos ao nosso destino. Temos a força para construir o nosso país da forma que merece ser construído. Vamos fazê-lo com responsabilidade e prudência para não voltar outra vez à Grécia dos défices e da bancarrota. Porque Ítaca é só o começo."

O começo de uma longa viagem, como a de Ulisses, em que sucumbir ao canto da sereia é uma questão de vida ou morte.