EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Governo alemão dá 340 milhões a agricultores afetados pela vaga de calor

Governo alemão dá 340 milhões a agricultores afetados pela vaga de calor
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

As últimas estimativas revelaram que as colheitas este ano devem ficar 30% abaixo do habitual e em vários casos houve perdas de 50% a 60%.

PUBLICIDADE

O governo da Alemanha acaba de lançar um programa especial de ajuda para os agricultores, depois da vaga de calor que atingiu o país este verão. Em muitas explorações as colheitas estão comprometidas...e agora há que fazer face a algumas necessidades imediatas. O anúncio foi feito esta quarta-feira pela a ministra da Agricultura germânica, Julia Kloeckner.

"Não pode existir uma compensação total para os agricultores. O que proponho é que o Estado alemão cubra 50% dos estragos, ou seja, a ajuda federal deve chegar aos 340 milhões de euros", anunciou Julia Kloeckner.

As últimas estimativas revelaram que as colheitas este ano devem ficar 30% abaixo do habitual e em vários casos houve perdas de 50% a 60%.

Thomas Gäbert é agricultor e explica que "o sinal que foi dado pela ministra federal da Agricultura é bom para a maioria dos agricultores alemães. Passamos a ter dinheiro à disposição, os agricultores mais afetados podem ser ajudados nestes momentos de necessidade, para que não tenham de desistir. Isso é bom por enquanto. "(...)" Há muitos agricultores que querem reduzir a dimensão das produções, abandonando partes das explorações, como por exemplo as suiniculturas, uma vez que são muito dispendiosas. Mas para já não haverá abandono completo das explorações."

Mais de 10 mil agricultores terão sido afetados pela vaga de calor dos últimos meses. Durante o mês de julho e início de agosto, na Alemanha registaram-se longos períodos com temperaturas muito acima do habitual. Foram batidos todos os recordes desde que começaram os registos, em 1881.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

2018 foi quarto ano mais quente de sempre

Economia alemã em ascensão "cria possibilidades para o futuro"

Angela Merkel faz 70 anos: qual a popularidade da antiga chanceler?