Euronews is no longer accessible on Internet Explorer. This browser is not updated by Microsoft and does not support the last technical evolutions. We encourage you to use another browser, such as Edge, Safari, Google Chrome or Mozilla Firefox.

Última hora

Última hora

O último adeus a Aretha Franklin

O último adeus a Aretha Franklin
Tamanho do texto Aa Aa

Estrelas das artes e do espetáculo, personalidades politicas, família e amigos reuniram-se Greater Grace Temple em Detroit para o ultimo adeus a Aretha Franklin, a rainha do soul.

Ariana Grande, Whoopi Goldberg, Jennifer Hudson ou Quincy Jones, ao lado de celebridades politicas como Bill e Hillary Clinton ou Jesse Jackson.

O ativista dos direitos civis, Al Sharpton, recordou Aretha. "Ela nunca nos envergonhou, nunca nos fez pedir desculpa, ela representava o melhor da nossa comunidade e lutou pela nossa comunidade ate ao final", disse.

Aretha Franklin influenciou gerações de cantores com sucessos inesquecíveis como "Respect", "I say a liittle prayer" e "Natural Woman, interpretado em Detroit por Ariana Grande. A cerimónia do adeus durou 6 horas com muita música e discurso. Mas adeus já tinha começado na terça-feira com muitos fãs a marcarem presença no velório.

Aretha Franklin morreu no dia 16, vítima de um cancro no pâncreas. Tinha 76 anos.