EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Alemanha: marcha em homenagem à vítima mortal de esfaqueamento torna-se protesto contra migrantes

Alemanha: marcha em homenagem à vítima mortal de esfaqueamento torna-se protesto contra migrantes
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Dois homens afegãos foram detidos pela polícia sob acusação de terem morto um jovem alemão de 22 anos.

PUBLICIDADE

Dois homens afegãos foram detidos pela polícia sob acusação de terem morto um jovem alemão de 22 anos, que morreu no hospital na sequência do esfaqueamento ocorrido num parque infantil no centro da cidade de Köthen, no leste da Alemanha.

Pensa-se que perante uma altercação entre três afegãos no dito parque, dois alemães, incluíndo a vítima, aproximaram-se do grupo mas os detalhes do que se seguiu estão ainda a ser investigados.

Duas mil e quinhentas pessoas saíram para as ruas da cidade ontem à noite numa marcha em homenagem à vítima, colocando flores no local onde esta foi repetidamente esfaqueada. Apesar de pacífica, na marcha participaram também membros de grupos de extrema-direita, que condenaram alta e claramente o crime alegadamente praticado por imigrantes bem como a política de imigração da chanceler alemã Angela Merkel, gritando slogans neo-nazis, tais como "Nós somos o povo" e "Olho por olho, dente por dente."

Um membro do movimento anti-imigração PEGIDA-Europeus Patriotas contra a Islamização do Ocidente em Köthen dirigiu um discurso em que qualificou o sucedido como uma "guerra de raças", uma provocação e um apelo à ação para os grupos de extrema-direita na região.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Angela Merkel faz 70 anos: qual a popularidade da antiga chanceler?

NATO lança centro de comando da Ucrânia na Alemanha

Alemanha "preocupada" com resultados das eleições francesas apesar da derrota da extrema-direita