Última hora

Última hora

ONU alerta que batalha de Idlib pode ser "pior catástrofe humanitária do século XXI"

Em leitura:

ONU alerta que batalha de Idlib pode ser "pior catástrofe humanitária do século XXI"

ONU alerta que batalha de Idlib pode ser "pior catástrofe humanitária do século XXI"
Tamanho do texto Aa Aa

Apoiado pela aviação russa, o regime sírio retomou os ataques na província de Idlib, o último bastião rebelde do país, e em Hama.

De acordo com o Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU mais de 30 mil pessoas abandonaram as casas no noroeste da Síria mas a ofensiva pode levar o número a atingir as 800 mil pessoas.

As Nações Unidas alertaram que esta se pode converter na "pior catástrofe humanitária do século XXI."

"A nossa mensagem é a de que têm de existir formas de resolver este problema sem que Idlib se torne a pior catástrofe humanitária, ao longo dos próximos meses, com a maior perda de vidas humanas do século XXI", sublinhou Mark Lowcock, subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários.

Cerca de três milhões de pessoas vivem na área do último reduto de rebeldes sírios que se opõem ao regime de Bashar al-Assad. Compreende grande parte da província de Idlib e pequenas partes adjacentes das províncias de Latakia, Hama e Alepo.