Última hora

Última hora

"Vostok 2018" - Rússia testa defesas antiaéreas

Em leitura:

"Vostok 2018" - Rússia testa defesas antiaéreas

Exercicios militares Vostok 2018
Tamanho do texto Aa Aa

As margens do lago Baikal, na região da Buriatia, foram o principal palco do segundo dia dos exercícios militares russos "Vostok 2018".

As defesas antiaéreas foram testadas de várias formas e repeliram os ataques com mísseis cruzeiro de um hipotético inimigo.

Cerca de mil militares participaram nestas manobras em que também foi possível ver em ação o sistema de defesa antiaéreo S-400, considerado como um dos mais avançados do mundo.

O Coronel Sergey Kuryshkin garante que a missão foi cumprida com eficácia total.

«No exercício de hoje o inimigo foi representado por alvos concretos, que criámos e lançámos, objetivos desenhados para testar de todas as formas possíveis o sistema de defesa aéreo. E o que torna estes alvos especiais é que têm características que os tornam duas ou mesmo três vezes mais eficazes que aqueles que os nossos possíveis inimigos têm."

Os "Vostok 2018" são os maiores exercícios militares russos desde a era soviética.

Neles participam cerca de 300 mil soldados, duas frotas navais, 36 mil tanques e carros blindados e mais de mil helicópteros, aviões e drones.

A Rússia mostra o poderio militar no leste do país e convidou também os vizinhos China, Mongólia e Coreia do Norte para participar.

Os chefes militares russos dizem que estes exercícios são um teste à capacidade de defesa do país, mas muitos analistas consideram que o objetivo destas manobras militares em Vladivostok, é o treino para uma guerra à escala mundial.

Estes exercícios militares vão durar até à próxima segunda-feira, dia 17 e acontecem numa altura de crescente tensão com o Ocidente.