Última hora

Última hora

Famílias ainda sem casa um ano depois do sismo no México

Em leitura:

Famílias ainda sem casa um ano depois do sismo no México

Famílias ainda sem casa um ano depois do sismo no México
Tamanho do texto Aa Aa

Um ano depois do sismo de magnitude 7,1 que atingiu o México, muitas famílias ainda não podem voltar para as suas casas. Nos edifícios existe um dura realidade escondida.

Simon Zuman é um dos residentes: "É uma mistura de sentimentos, nostalgias, medos. Deixo memórias para trás e isso magoa."

"Bem, o máximo que se pode fazer é não perder a fé que um dia vamos ultrapassar esta situação e esquecer estes momentos muito difíceis que passámos", acrescenta Enrique Alcantar.

Ignacio Melo, vive numa pequena casa de madeira. É um dos muitos que, um ano depois, ainda espera pela ajuda prometida pelo governo. "Passou-se quase um ano desde que este prédio entrou em colapso. A fachada manteve-se, mas nada mais. Só fizeram buracos para os passeios, porque com os apartamentos, com os edifícios, eles não fizeram absolutamente nada."

Para Maria Guadalupe Padilla, "foi triste ver como as pessoas deitavam fora os móveis, roupas, as suas coisas... porque não tinham onde as colocar. E isso, para mim, é um insulto, porque não há consideração pelas pessoas."

O México é uma das regiões sísmicas mais perigosas do mundo, mas investigadores, engenheiros e ativistas afirmam que as autoridades mexicanas ainda não aprenderam com o passado.