Última hora

Papa pede na Lituânia para que lições do passado não sejam esquecidas

Papa pede na Lituânia para que lições do passado não sejam esquecidas
Tamanho do texto Aa Aa

O Papa rezou este domingo na Lituânia para que as lições do passado não sejam esquecidas e lançou um aviso contra a propaganda populista que coloca em causa a dignidade humana.

Francisco visitou em Vilnius o museu da ocupação e da luta pela liberdade e em Kaunas o bairro judeu, arrasado pelos nazis fez este domingo 75 anos.

Quando se referem à II Guerra Mundial, os lituanos referem sempre duas ocupações: a alemã e a soviética.

O Papa Francisco fez questão de homenagear os padres que foram perseguidos pela polícia política da antiga URSS e também os judeus lituanos vítimas do holocausto, contou-nos o enviado especial da Euronews a Vilnius.

"Dos 60 mil judeus forçados a mudar-se para o bairro em 1941, apenas dois mil sobreviveram.

O Papa parou ali, numa oração em silêncio, talvez num eco do silêncio que terá enchido aquele lugar de onde quase ninguém saiu vivo", concluiu Claudio Lavanga.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.