Cancelados mais voos da Ryanair na Bélgica

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Cancelados mais voos da Ryanair na Bélgica

No aeroporto de Bruxelas foram já cancelados, desde as seis da manhã de hoje, vinte dos duzentos e cinquenta voos da Ryanair na Europa, devido à greve do pessoal de cabine da transportadora aérea.

À greve aderiram a Bélgica, Itália, Portugal, Espanha, Holanda e Alemanha. Os trabalhadores da Ryanair reunidos hoje no aeroporto de Bruxelas vestiram-se com t-shirts com o slogan "Ryanair must change," a Ryanair tem que mudar.

Em entrevista à Euronews, os trabalhadores afirmaram que a razão desta greve é a mesma das greves dos últimos meses: reivindicar melhores salários e melhores condições de trabalho. Um dos principais pontos de disórdia é que a transportadora contrata os seus trabalhadores de acordo com a lei irlandesa, menos benéfica, onde as aeronaves da Ryanair estão registadas. Os trabalhadores exigem contratos adaptados às leis do país em que vivem.

Estão em curso negociações entre a administração da empresa e os trabalhadores, mas estes queixam-se da sua demora afirmando que o arrastamento da situação tem vindo a agravar os seus meios de subsistência.