EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Chefe da diplomacia russa aponta baterias aos EUA

Chefe da diplomacia russa aponta baterias aos EUA
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Serguei Lavrov disse, durante um discurso na Assembleia Geral da ONU, que as relações do país com os EUA atravessam o pior momento

PUBLICIDADE

Para o ministro russo dos Negócios Estrangeiros, a Assembleia Geral da ONU serviu de oportunidade para deixar críticas.

Esta sexta-feira, Serguei Lavrov sugeriu que os EUA minaram os esforços para atingir acordos internacionais sobre dossiers tão complexos como o processo de paz no Médio Oriente, o Irão, o clima e o comércio.

"A retirada unilateral dos EUA do acordo nuclear com o Irão, em violação da resolução 2231 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, apesar de o Irão estar a cumprir com as obrigações, é a principal causa da falta de progressos para a ratificação do tratado de proibição completa e o estabelecimento de uma zona livre de armas nucleares no Médio Oriente. Faremos todos os possíveis para preservar o acordo que foi aprovado no Conselho de Segurança da ONU", sublinhou Serguei Lavrov.

O chefe da diplomacia russa acrescentou que as relações do país com os EUA atravessam o pior momento e que o trabalho conjunto em matéria de antiterrorismo e de cibersegurança está suspenso.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zelenskyy pede continuação do apoio militar aos governadores dos EUA

Bósnia-Herzegovina: marcha em memória do massacre de Srebrenica junta 6.000 pessoas

Tribunal russo ordena prisão da viúva de Alexei Navalny