Última hora

Última hora

Bruxelas anuncia fundos para vítimas do sismo na Indonésia

Em leitura:

Bruxelas anuncia fundos para vítimas do sismo na Indonésia

Bruxelas anuncia fundos para vítimas do sismo na Indonésia
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia anunciou que serão desbloqueados cerca de 1,5 milhões de euros em ajuda humanitária para a ilha Indonésia de Celebes, onde um sismo deixou mais de 830 mortos e centenas de feridos na quinta-feira.

Christos Stylianides, Alto Comissário para a Ajuda Humanitária e Gestão de Crises disse que a Comissão vai agir de forma rápida. "Os nossos fundos são para ajudar os mais vulneráveis e ajudar a conseguir bens essenciais como comida, abrigo, água e higiene, assim como medicamentos (...)"

Além disso, a Comissão deverá enviar uma equipa de peritos para ajudar a coordenar operações de resgate, com recurso ao sistema Copernicus.

Numa altura em que estão confirmados mais de 830 mortos por causa do violento tremor de terra, seguido de um tsunami, na Indonésia, as autoridades falam na necessidade de fazer os enterros em massa o mais depressa possível, de forma a prevenir quaisquer riscos de saúde.

Número de vítimas deverá aumentar

No final da tarde deste domingo, as principais agências noticiosas davam conta de um provável aumento do número de vítimas, que poderia vir a ultrapassar os mil mortos. O sismo atingiu uma 7,5 na Escala de Richter.

Grande parte das vítimas mortais era da cidade de Palu, com cerca de 350 mil habitantes, situada na costa oeste da Celebes, uma das grandes ilhas de Sonda, parte do arquipélago indonésio.

No terreno, as equipas de resgate levam a cabo uma corrida contra o tempo para encontrar sobreviventes. Nos hospitais da região, acumulam-se os corpos, enquanto os feridos, alguns dos quais com gravidade, aguardam à entrada do local.

Alguns hospitais sofreram também estragos por causa do sismo e têm, mesmo assim, de fazer frente a dezenas de feridos, alguns dos quais foram assistidos ao ar livre.

Crise de alimentos e de combustível

Por causa do tremor de terra, há uma penúria de combustível e de mantimentos. De acordo com a agência France Presse, alguns dos residentes da região levaram a cabo pilhagens em supermercados. As autoridades terão dito que os responsáveis não seriam sancionados, mas que os proprietários dos estabelecimentos seriam compensados pelas perdas.

A Indonésia agrupa um arquipélago composto por cerca de 17 mil ilhas, situado na convergência várias placas tectónicas, no chamado Anel de Fogo do Pacífico, zona conhecida pela intensa atividade sísmica.

Em agosto deste ano, morreram cerca de 500 pessoas num sismo que atingiu 7,1 na Escala de Richter na ilha de Lombok, perto de Bali.