EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Falha nos sensores limitou alerta de tsunami na Indonésia

Falha nos sensores limitou alerta de tsunami na Indonésia
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Aumentam as críticas contra atuação do instituto de geofísica indonésio, após o tsunami que fez quatro centenas de mortos e deixou zonas ainda incontactáveis.

PUBLICIDADE

As vagas de seis metros que se abateram sobre a praia de Palu, na Indonésia, deixaram toda a área irreconhecível. Era aqui que uma multidão se tinha reunido para assistir a um festival quando se vislumbrou no horizonte o tsunami desencadeado por um sismo de magnitude 7.5. O número de vítimas mortais aproxima-se das quatro centenas.

Tudo isto aconteceu na ilha de Celebes, também conhecida como Sulawesi. O instituto de geofísica indonésio está a ser amplamente criticado por ter desativado o alerta de tsunami apenas meia hora depois de o ter lançado. Em sua defesa, o organismo alega que os sensores mais próximos não detetaram mudanças significativas no nível das águas.

Há mais de 500 feridos. Os estragos provocaram o corte das comunicações com a localidade de Donggala, a norte de Palu, de onde as autoridades indonésias não conseguem obter informações sobre as consequências desta catástrofe.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Indonésia enfrenta estragos do tsunami

Sismo na Indonésia: as difíceis tarefas de resgate

Bruxelas anuncia fundos para vítimas do sismo na Indonésia