Última hora

Última hora

Winter, Arnold e Smith vencem Prémio Nobel da Química

Em leitura:

Winter, Arnold e Smith vencem Prémio Nobel da Química

Winter, Arnold e Smith vencem Prémio Nobel da Química
Tamanho do texto Aa Aa

O Prémio Nobel da Química de 2018 foi atribuído à norte-americana Frances H. Arnold e à dupla composta por George P. Smith, dos Estados Unidos, e Gregory P. Winter, do Reino Unido. O trio foi distinguido pela aplicação dos métodos de Darwin aos tubos de ensaio, de acordo com a Academia Real de Ciências da Suécia, os vencedores destacaram-se por assumirem controlo da evolução para desenvolver novos químicos que irão beneficiar toda a Humanidade.

A academia apresenta como exemplo os biocombustíveis e os fármacos desenvolvidos por enzimas produzidas através deste método e os anticorpos desenvolvidos para combater doenças autoimunes, que em alguns casos curam cancros metastáticos.

O trabalho que levou à distinção de Frances H. Arnold remonta a 1993, quando a norte-americana realizou a primeira evolução dirigida de enzimas.

Já George P. Smith desenvolveu um método em que um vírus infeta bactérias e é utilizado para desenvolver novas proteínas. Este método, conhecido como 'phage display', foi desenvolvido em 1985 e acabou por ser usado também por Gregory Winter para a evolução dirigida de anticorpos, com o objetivo de produzir novos medicamentos.