Última hora

Última hora

Polícia condenado pela morte de jovem negro

Em leitura:

Polícia condenado pela morte de jovem negro

Polícia condenado pela morte de jovem negro
@ Copyright :
Antonio Perez/Chicago Tribune via REUTERS
Tamanho do texto Aa Aa

Um agente da polícia de Chicago foi declarado culpado da morte de um jovem com 17 anos.

Na noite de 20 de outubro de 2014, Jason Van Dyke atingiu Laquan McDonald 16 vezes em 13 segundos.

Os jurados levaram dois dias a deliberar. Decidiram-se pela condenação por homicídio em segundo grau, considerando que não existiu premeditação.

A sentença será conhecida mais tarde, mas o agente arrisca um máximo de 20 anos de prisão. Se fosse condenado por homicídio em primeiro grau a pena variava entre 45 anos e prisão perpétua.

As imagens da câmara da viatura da polícia mostram o agente a disparar sobre o jovem. Só foram divulgadas publicamente mais de um ano depois do incidente.

Comunidade pede pena máxima para polícia

A comunidade que reagiu em protesto na altura pede agora mão dura na pena.

No final do julgamento, dizem que tudo o que for menos do que condenação por homicídio com a pena máxima não será considerado justiça.

O júri que declarou o polícia culpado, ilibou-o de má conduta profissional o que pode reduzir a pena para 6 anos de prisão.

O Ministério Público considera que o veredicto é gratificante e que foi feita justiça para o jovem Laquan McDonald, família e amigos.

Outros agentes do mesmo departamento da polícia de Chicago foram acusados de encobrir o incidente. Vão ser julgados nos próximos meses.

A cidade preparou-se para eventuais protestos, mas a comunidade parece ter aceitado o veredicto e saiu à rua para celebrar a decisão.