Última hora

Última hora

Multidão em fúria impede mulheres de entrar em templo

Multidão em fúria impede mulheres de entrar em templo
Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de fiéis tentaram impedir, esta quinta-feira, a entrada de mulheres num dos templos mais sagrados do hinduísmo, o templo de Sabarimala, no estado de Querala, no sudoeste da Índia.

A polícia foi obrigada a intervir. Várias pessoas ficaram feridas.

Os tumultos tiveram início depois de várias mulheres terem tentado entrar no templo de Sabarimala que, desde uma decisão do tribunal estadual em 1991, estava interdito a meninas e mulheres entre os 10 e os 50 anos. Alguns religiosos consideram que as mulheres menstruadas são "impuras".

O Supremo Tribunal da Índia suspendeu a proibição, em setembro passado, afirmando que os princípios de igualdade devem ser aplicados independentemente da idade ou do género.

Todos os anos, cerca de 50 milhões de homens visitam o santuário que se acredita ter mais de oito séculos de existência.