A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Veículos solares enfrentam deserto de Atacama

Veículos solares enfrentam deserto de Atacama
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Onze equipas de quatro países, Chile, Bélgica, Bolívia e Colômbia, lançam-se este sábado na Corrida Solar Atacama, que levará curiosos veículos movidos pela energia do Sol a percorrerem 2600 quilómetros, desde Santiago do Chile até Arica, a norte, passando por aquele que é considerado um dos desertos mais áridos do planeta. Uma prova particularmente dura, que oscilará entre o nível do mar e os 3400 metros de altitude.

Carrera Solar Atacama

Quatro equipas competem na categoria puramente solar e as restantes sete na categoria "híbrida", com recurso tanto a energia solar como humana.

O juiz uruguaio Daniel Gomez diz que "a equipa belga, que está em terceiro no 'ranking' mundial, veio competir, mas nunca o fez em condições tão extremas".

Leandro Valencia, um dos diretores da prova, acrescenta que "a competição entre Santiago e Arica é uma das corridas de viaturas solares mais difíceis do mundo".

Mais do que a pura competição, a corrida de oito dias tem como objetivo fomentar as energias limpas e contribuir ao desenvolvimento de tecnologias para melhoras os transportes urbanos.